quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A Pequena Vendedora de Fósforos - Hans Christian Andersen


     Olá! Na postagem de hoje eu decidi trazer um dos livros mais estimados da minha coleção. Na realidade ele está bem velhinho e surrado, mas continua sendo um dos meus livros infantis preferidos: "A Pequena Vendedora de Fósforos", presente na Coleção "No País das Maravilhas", da Editora Record.
     Esse livro chegou até mim do mesmo modo como chegaram alguns outros dessa coleção: de mãe pra filhos, e dentre todos os livros dessa coleção esse é sem dúvida o meu preferido, tanto por causa da história em si, como também pela importância que esse livro teve para o meu processo de alfabetização. Inclusive há várias anotações e rabiscos meus ao longo de suas páginas surradas.
     Creio que o motivo pelo qual essa história tenha me tocado mais do que as outras foi o fato de a personagem provocar um sentimento de empatia muito grande com relação aos seus leitores. Essa história traz as questões da fragilidade, do medo, do desejo e da morte, e o modo como a morte é trazida para essa história como algo ligado a felicidade e libertação é o que mais me encanta, pois traz para uma história infantil uma visão diferente do que é o "morrer". Acho que esse elemento é importante porque eu acho que pensar sobre a morte é importante desde sempre, principalmente porque a meu ver a "cultura dominante" tem sido a de negação da morte.
     Enfim, esse livro me suscita diversas outras questões, mas acho melhor finalizar essa postagem por aqui para não me estender muito. Para acompanhar a história, clique nas imagens abaixo. Até mais.











Nenhum comentário:

Postar um comentário